Hugo Marinho

Hugo Marinho

Hugo trabalha na área de contencioso estratégico do escritório. Com mais de 10 anos de experiência - 07 deles em São Paulo -, já participou de diversas disputas judiciais para clientes de diferentes setores, como mineração, construção civil, transporte, energia, tecnologia, entretenimento e varejo.

Seu histórico profissional inclui atuação em todas as instâncias judiciais e em câmaras arbitrais, a exemplo do Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CAM-CCBC), da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem de São Paulo (CMA-CIESP/FIESP), da Câmara de Mediação e Arbitragem da Associação Comercial do Paraná (ARBITAC) e da Câmara de Mediação, Conciliação e Arbitragem da Comissão das Sociedades de Advogados da OAB-SP (CAMCA). É, também, professor substituto de prática cível na Universidade Federal da Bahia.

 

Associações

CBar – Comitê Brasileiro de Arbitragem

Young ITA Institute for Transnational Arbitration

INOVARB/AMCHAM – Iniciativa dos Novos Arbitralistas

CAM-CCBC – New Generation

AASP – Associação dos Advogados de São Paulo

Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional BA 

 

Formação acadêmica

Mestre em Direito Processual – USP

Especialista em Direito Processual Civil – PUC-SP

Bacharel em Direito – UCSAL 


Casos expressivos

Auxiliou na representação de empresa do ramo de mineração em processos judiciais, envolvendo o rompimento de barragem de rejeitos.

Representou multinacional do ramo de projetos/consultoria para construção civil em processo judicial relacionado à “Operação Lava-Jato”.

Representou empresas do ramo sucroalcooleiro em processo judicial contra multinacionais do setor de energia, cujo litígio envolvia a homologação de sentença arbitral estrangeira no Brasil.

Representou empresas do ramo de entretenimento em processo judicial contra clube desportivo, cujo litígio envolvia contrato de investimento para transferência de renomado jogador de futebol.

Representou multinacional do ramo de transporte em processo judicial contra empresa do mesmo setor, cujo litígio envolvia contrato para a implantação de mecanismos de transporte bimodal de carga (ferroviário e rodoviário) no Brasil.

Representou empresa do ramo de agronegócio em arbitragem administrada pela CMA-CIESP/FIESP contra multinacional do mesmo ramo, cujo litígio envolvia contrato de venda de ações e outros direitos.

Representou empresário do ramo de locação de imóveis em arbitragem administrada pela CAM-CCBC contra empresa de intermediação de compra e venda de imóveis, cujo litígio envolvia contrato de venda de ações com cláusula de non-compete.

Representou multinacional do ramo de papel e celulose em arbitragem administrada pela CAM-CCBC contra empresa de montagem industrial, cujo litígio envolvia contrato para montagem de planta de secagem.

Representou empresa do ramo de transporte em arbitragem administrada pela ARBITAC contra multinacional do mesmo ramo, cujo litígio envolvia contrato de cooperação internacional para escoamento de bens entre Brasil e Argentina.

Representou ex-diretor de empresa do ramo de varejo em processo judicial contra a mesma empresa, cujo litígio envolvia a administração da companhia.

Representou empresa do ramo de mineração em processo judicial contra empresa do ramo de montagem industrial, cujo litígio envolvia queda de silo na obra.

 

Artigos e publicações

Fatores para a identificação dos precedentes com eficácia vinculante. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Direito Processual) - Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, 2017.

A independência funcional dos juízes e os precedentes vinculantes. In: Fredie Didier Jr.; Leonardo José Carneiro da Cunha; Jaldemiro Rodrigues de Ataíde Jr.; Lucas Buril de Macêdo. (Org.). Coleção Grandes Temas do Novo CPC - v.3 - Precedentes (2015). 1 ed. Salvador: Juspodivm, 2015, v. 3, p. 87-96.

A equidade no processo civil. Monografia (Especialização em Direito Processual Civil) – Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

ICO e o Direito brasileiro. TozziniFreire Advogados, 2017.

Aplicações do Blockchain em nosso sistema jurídico. TozziniFreire Advogados, 2017.